Notícias

Oportunidades de snacks de carne no Brasil são inexploradas

“Brasileiros comem muitas carnes e aves, mas snacks de carne são um segmento subdesenvolvido no mercado.”

Brasileiros estão comendo mais snacks

Em grande parte do mundo, estilos de vida cada vez mais agitados e o afrouxamento das normas tradicionais de refeição estão aumentando as ocasiões para snacks. No Brasil, 97% dos consumidores entrevistados em janeiro de 2017 haviam comido snacks no último mês, e 21% deles disseram que comem mais snacks do que há 12 meses, aumentando a 32% entre consumidores de 16-24 anos.

Cada vez mais o tempo é um recurso precioso para os brasileiros, e fabricantes estão respondendo com produtos que são comercializados para a facilidade de consumo “on-the-go” (comida para levar). De fato, a característica de “on-the-go” em lançamentos de comidas e bebidas no Brasil aumentou 77% nos últimos cinco anos desde novembro de 2012 a outubro de 2017.

Comer refeições menores ao longo do dia tem sido indicado por profissionais da saúde e fitness, como um meio para controlar o peso, assim como um bom modo de manter os níveis de açúcar no sangue razoáveis, importante para o controle de condições da saúde como diabetes, que tem se tornado cada vez mais comum no Brasil.

Os brasileiros estão deixando os snacks doces e exigindo opções de snacks mais saudáveis, como os que são ricos em proteínas. No entanto, as marcas de carnes e aves ainda não exploraram esta tendência, destacando a oportunidade no mercado para o desenvolvimento de produtos ricos em proteínas que visam ocasiões para snacks.

O crescimento de snacks no Brasil impulsiona a demanda por opções de snacks mais saudáveis

Enquanto 22% dos brasileiros que comem snacks concordam que qualquer comida em uma pequena porção/pacote pode ser consumida como snack, o aumento da frequência de snacks causa demanda de opções de snacks mais saudáveis; 24% daqueles que comem snacks dizem estar comendo snacks mais saudáveis, chegando a 28% entre os brasileiros mais jovens.

Aproximadamente 4 em 10 brasileiros que comem snacks estão interessados em versões saudáveis de seus snacks favoritos, enquanto mais de um terço estão limitando o consumo de snacks doces.

 

mintel01

 (Gráfico - Brasil: comportamentos com snacks, por demografia, jan 2017. Todos; 16-34. % de consumidores de snacks; Estaria interessado em versões saudáveis de meus snacks favoritos (por ex. chips com baixo teor de sódio, bolo sem açúcar, etc); Estou limitando meu consumo de snacks doces (por ex. biscoitos, sorvete, etc); Comer snacks é um bom modo de prevenir o exagero nas refeições; Estou comendo snacks mais saudáveis comparado há 12 meses; Estou comendo mais snacks em geral comparado há 12 meses)

 

Snacks de carne não estão bem desenvolvidos no Brasil

Sanduíches, frutas e produtos de panificação são os snacks mais populares escolhidos pelos brasileiros, mas 24% dos consumidores comem snacks de carne, chegando a 34% entre os consumidores de 16-24 anos.

Snacks de carne foram minimamente explorados no Brasil e representam apenas 1% dos snacks lançados no Brasil nos três anos terminando em outubro de 2017, indicando que há oportunidades para expandir o segmento.

 

mintel02

 

(Gráfico – Brasil: Lançamentos de snacks, por subcategorias, nov 2014-out 2017. % de lançamentos; nozes; barras de cereal/ barras energéticas, snacks de frutas; snacks de mandioca ou outras raízes; pipoca; snacks de trigo ou outros grãos; hors d’oeuvres/canapés; snacks de batata; snacks à base de milho; mix de snacks; snacks de arroz; snacks de carne)

Snacks de carne com alto teor de proteína agradam os brasileiros, mas atenção ao teor de sódio

Consumidores jovens são os que mais comem snacks no Brasil. Este grupo está mais interessado em atributos totalmente naturais e mostra um interesse maior do que a média em snacks fortificados, como aqueles com alto deor de proteína.

Fabricantes desenvolvendo snacks de carne no Brasil precisam ter atenção com os níveis de sódio. Uma boa parte dos consumidores checam o sódio, gordura e açúcar nos snacks, refletindo o fato de que 25% dos brasileiros sofrem de hipertensão.

 

mintel03

 (Gráfico – Brasil: Interesse sobre os ingredientes dos snacks, por demografia, jan 2017. Todos; 16-34; 35+; % dos consumidores; Snacks feitos com ingredientes naturais; Snacks fortificados com benefícios nutricionais (por ex. com adição de proteína, vitaminas, fibras, etc); Snacks com baixo/sem sódio/gordura/açúcar)

 

Marcas de carne no Brasil deveriam se inspirar nos EUA e Canadá para desenvolver snacks de carne refrigerados com alto teor de proteína

mintel04

                                      Natural e saudável

 

Oscar Mayer Bandejas Naturais de Carne & Queijo. Este produto refrigerado dos EUA tem peito de peru, queijo cheddar branco e biscoitos de trigo integral. Contém 17g de proteína e é isento de conservantes, cores e sabores artificiais.

mintel05

           Pacote de Proteínas Portátil

 

P3 Pacote de Proteínas Portátil de Presunto, Castanha de Caju, Cheddar e Cranberry Coberto de Chocolate Amargo. Este produto refrigerado dos EUA equilibra saúde com satisfação e contém 17g de proteína.

mintel06

   Snack de frango grelhado e manga

 

Central Park Deli Go Snacks de Frango Grelhado & Manga. Este pacote de snacks refrigerados do Canadá inclui frango grelhado e manga seca, contém 18g de proteína e pode ser usado em saladas ou comido sozinho.

 

As ocasiões da tarde são um horário nobre para snacks de carne

No Brasil, 48% dos consumidores de snacks comem para saciar a fome entre refeições, chegando a 54% entre os consumidores de 16-34 anos. Os consumidores reconhecem a proteína por sua habilidade de os manter saciados por mais tempo.

Os produtores de carnes e aves que desenvolvem snacks de carne com alto teor de proteínas deveriam posicionar esses produtos para ocasiões de lanche da tarde e da manhã, já que quem come snacks no Brasil é mais propenso a procurar lanches durante esses períodos.

 

mintel07

(Gráfico – Brasil: Atributos de snacks relevantes de acordo com a ocasião de consumo, jan 2017. Manhã; Tarde; Noite; % de consumidores que comem snacks; Saudável; Para saciar; Leve; Aumento de Energia; Portátil/on-the-go; Para satisfazer; Vem em um pacote menor)

 

Snacks saudáveis e satisfatórios ajudam os consumidores a controlar o stress

As rotinas de autocuidado dos consumidores estão evoluindo. As Práticas de Autorrealização, nas Tendências Globais em Alimentos & Bebidas 2018 da Mintel, ressaltam que à medida que a vida se torna mais agitada e estressante, as dietas flexíveis e equilibradas vão se tornando elementos integrantes das rotinas de autocuidado.

Os brasileiros estressados estão se concentrando em priorizar os esforços dedicados a si mesmos, como seguir dietas equilibradas e tratamentos. De fato, 21% dos brasileiros que comeram snacks recentemente disseram que snacks ajudam a lidar com o stress, chegando a 28% entre os consumidores de 16-24 anos e 36% entre os homens nesse grupo.

Olhando adiante, snacks habituais “bons para você” e saborosos vão ser elementos indispensáveis para estilos de vida balanceados física e emocionalmente, abrindo oportunidades para o desenvolvimento de opções de snacks à base de carne saudáveis e satisfatórios.

Atributos artesanais trazem um atrativo premium para snacks de carne satisfatórios

Permissão para aproveitar snacks ou satisfazer desejos é um aspecto integral do autocuidado que aborda particularmente o alívio de stress para o bem-estar.

No Brasil, 71% dos consumidores concordam que comer saudável significa consumir tudo em pequenas quantidades, no entanto, nem todos os consumidores optam por doces para ocasiões de satisfação. Para alguns, carnes de estilo artesanal dão uma experiência premium e uma sensação de satisfação. De fato, 41% dos brasileiros concordam que vale a pena pagar mais por ingredientes de comida e bebida de alta qualidade, chegando a 46% entre os consumidores  de 16-24 anos.

Empresas de carnes e aves que buscam abordar as ocasiões de snacks satisfatórios no Brasil precisam dar atenção à qualidade e origem dos ingredientes e enfatizar os atributos tradicionais e artesanais para tocar no crescente interesse do consumidor de se conectar com a narrativa e herança dos produtos.

mintel08

Hillshire Bandejas Pequenas de Snacks

 

A oportunidade

Enquanto os brasileiros são consumidores entusiastas de carnes e aves, snacks à base de carne foram pouco explorados no mercado. Com ocasiões de snacks aumentando cada vez mais, e consumidores interessados em opções de snacks mais saudáveis, existem boas oportunidades para colocar snacks com alto teor de proteína da carne na plataforma da saciedade, assim abordando as ocasiões de snacks à tarde, quando os brasileiros são mais propensos a buscarem snacks que saciam. Satisfação e snacks gostosos têm um papel importante para os brasileiros, conforme buscam mitigar o stress do estilo de vida apressado. Snacks de carne premium e de estilo artesanal no Brasil podem atender às ocasiões de snacks satisfatórios, enfatizando a qualidade, origem e herança dos ingredientes.

 

Matéria exclusiva: Mintel

 

ubm white

  Conectando pessoas e o mercado global

 

UBM: uma das maiores empresas do mundo em mídia de negócios

Nos mais de 30 países onde realiza seus eventos, a UBM constrói relacionamentos duradouros com especialistas e players do mercado e gera oportunidades que alavancam e fomentam o desenvolvimento da indústria local em âmbito global. Ler Mais

 

Filiada à     

 ubrafe branco

                             

                             UBM Brazil

                             Contato

                             Política de Privacidade

                             Mapa do Site

                             Login Diretório

                             Credenciamento

          

            

 

                              

  

Newsletter

Eu aceito receber comunicações da promotora e de parceiros.
Sim, li e concordo com a política de privacidade